sexta-feira, 25 de maio de 2012

O que o UOL falou do nosso Volvo S 60

"Equipado com motor seis-cilindros em linha de 3,0 litros turboalimentado, capaz de gerar 304 cavalos de potência máxima e extensos 44 kgfm de torque, aliado a câmbio automático Geartronic de seis velocidades e tração integral AWD"




Veja matéria completa no uol carros <a href="http:/ http://carros.uol.com.br/ultnot/2011/03/11/volvo-s60-se-vale-da-seguranca-para-encarar-alemaes-premium.jhtm





quarta-feira, 23 de maio de 2012

terça-feira, 15 de maio de 2012

Mate sua vontade

Lembra desse comercial?



Ele marcou época por conta da versatilidade e valentia da perua Palio Weekend Adventure. O modelo fez, e ainda faz, muito sucesso por quem procura um carro valente e de ótimo desempenho. Equipada com motor 1.8 flex de 8 válvulas.
Veja o comercial e se quiser conhecer uma Weekend 2005 em excelente estado venha até a nossa loja.

Uma aventureira de presença!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Honda Transalp


Honda TransalpEquipada com motor de dois cilindros em “V” e 680 cm³, suspensões de longo curso, pneus de uso misto e conforto para encarar longas viagens, a Transalp é 
uma legítima representante do segmento big-trail. E tem tudo para agradar aos fãs desse estilo.  Apesar de estrear por aqui, a Transalp já é um modelo clássico do line-up da marca no exterior: nasceu em 1987 com 600cc, ganhou novo desenho e motor de 650cc em 2000; e ganhou sua atual forma com quase 700 cc em 2008. Mas para nós, brasileiros, a big-trail da marca japonesa é uma grande novidade.

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Yamaha MT-01



É melhor não duvidar dessa máquina, veja o piloto dando calor até em esportivas no autódromo

Conjunto óptico destaca essa poderosa Yamaha


A Yamaha MT-01 tem desenho futurista e um enorme motor de dois cilindros em “V” de 1670 cilindradas e mais de 15 kg de torque para superar os 100 km/h num piscar de olhos 

O sonho de qualquer motociclista é pilotar uma motocicleta nova. Não aquela que você vê na concessionária, 0 Km. Mas sim um modelo inédito, quase que exclusivo. A Yamaha MT-01 é assim. Apresentada no Salão de Tóquio, em 1999, o protótipo ganhou a linha de produção no ano seguinte. O piloto de uma MT-01 não quer saber se a moto é ágil na cidade ou rápida na estrada. O feliz proprietário desta obra-de-arte da engenharia quer o status de ter um produto diferenciado, mesmo que for para dar uma “voltinha” no final de semana. Os destaques ficam por conta do enorme motor de dois cilindros em “V” de 1.670 cm³, do eficiente conjunto de suspensão e freios e também do design futurista. O preço desta preciosidade: US$ 30.007 no seu lançamento.

O desenho arrojado, um dos mais atuais do mundo das duas rodas, faz da MT-01 uma moto desejada. Ao “escanear” o modelo, o olhar do motociclista vê uma moto encorpada e com vários atrativos: motor V2, duplo escape, que emite um som grave, característico das motos que usam este tipo de motorização. Além, é claro, do belo painel de instrumentos – análogo e digital –, que traz completas informações sobre o funcionamento da moto. Além do inovador conjunto óptico formado por duas lâmpadas de dimensões diferentes (farol alto e baixo).E, na rabeta, lanterna com LEDs.

MOTOR
É hora de realizar o sonho e pilotar a sport roadster da Yamaha. Ao subir na moto, o primeiro ponto positivo é a ergonomia. O piloto fica em uma posição mais racing – mais inclinado à frente - do que touring – coluna mais ereta. Os motociclistas com 1,75 m não terão dificuldades em parar no farol, por exemplo. A altura do assento em relação ao solo é de apenas 825 mm. O banco é largo e bastante confortável. Em função do conforto é fácil rodar por horas, até a luz da reserva acender no painel.

Agora chegou o momento de dar o “start” e acelerar. O motor de 90 cv de potência é vigoroso e oferece muito torque em baixas e médias rotações. A MT-01 transmite também muita segurança nas ultrapassagens e, principalmente, nas retomadas. Nesta usina de força sobre duas rodas, o torque é descomunal – são 15,3 kgf.m de torque máximo já nas 3.750 rpm–, que pode levar rapidamente o motociclista a mais de 200 Km/h. O motor quatro tempos e comando de válvulas por varetas (OHV) conta ainda com injeção eletrônica de combustível e câmbio de cinco velocidades, que tem engates suaves e precisos. Em função de sua tecnologia de ponta – catalisador e com duas velas por cilindro –, o novo modelo da Yamaha está em conformidade com as normas de emissão e ruído Euro III, que entraram em vigor no Brasil em 2008. Na estrada, quando o motociclista se dá conta já está a mais de 150 Km/h.

PARTE CICLÍSTICA
Para montar esta moto, os engenheiros da Yamaha utilizaram um chassi de alumínio de berço duplo, com a mesma tecnologia empregada na superesportiva YZF-R6. Ou seja, componentes de alta resistência e baixo peso. A MT-01 tem 243 quilos de peso a seco, entretanto com seu grande torque é uma moto ágil e muito esperta nas “arrancadas”.
Outro destaque desta moto são seus freios, supereficientes. O conjunto chega a ser “estúpido”. Na dianteira, dois grandes discos de 320 mm de diâmetro. Na traseira, disco simples de 267 mm de diâmetro. É preciso muito cuidado e sensibilidade para frear a moto. Se você tiver a “mão pesada”, cuidado.  Já as suspensões utilizam garfos telescópicos de 120 mm de curso na dianteira. Já na traseira, monochoque fixada por links, de 117 mm de curso. O desenho da balança traseira é uma obra-de-arte.Trabalhando em total harmonia, freios e suspensão oferecem boa dirigibilidade à dream bike da Yamaha. Enfim, sonho concretizado!

TEXTO: Aldo Tizzani/ Agência INFOMOTO
FOTOS: Caio Mattos / Agência INFOMOTO


FICHA TÉCNICA
MOTOR
Tipo    Quatro tempos, OHV, dois cilindros em “V”, com duas velas por cilindro
Capacidade  1670 cm³
Potência        90 cv a 4.750 rpm
Torque           15,3 kgf.m a 3.750 rpm
Alimentação Injeção eletrônica
Transmissão Corrente       
Câmbio          Cinco velocidades
Partida           Elétrica
RODAS
Dianteiro       Liga-leve, de aro 17”          
Traseiro         Liga-leve, de aro 17”
PNEUS        
Dianteiro       120-70
Traseiro         190-50
CHASSI
Quadro          Alumínio
SUSPENSÃO
Dianteira       Garfo telescópico
Traseira         Balança monoamortecida
FREIOS
Dianteiro       Disco duplo de 320 mm de diâmetro                 
Traseiro         Disco simples de 267 mm de diâmetro traseira